PESSOAS FÍSICAS no SESC VILA MARIANA: PRIMEIRA CHAMADA

Conversávamos e tomávamos um café da manhã num boteco em São Francisco Xavier. Cogitamos pedir um daqueles frangos suculentos que giravam irresistíveis e cheirosos na televisão de cachorro. Mas já estavam todos encomendados, segundo o responsável. Blasfemamos. Estamos eu, Chacal, Ademir Assunção, Fernanda D´Umbra e o poeta e nosso anfitrião em São Francisco Xavier, Oswaldo Rodrigues.

Na noite passada tínhamos feito duas sessões muito bacanas no Café Photosophia, dentro do Festival de Literatura da Mantiqueira. Cogitamos e abandonamos a ideia de ficar um pouco mais na cidade, já que dali a duas horas mais ou menos, teria uma conferência com Ferreira Gullar na tenda em frente ao boteco em que comíamos pãos com manteiga e mistos quentes imaginando chaplinianamente que comíamos aquele frango.

Depois de um cigarro fumado lá fora, pego um papo andando entre Chacal e Ademir sobre “pessoas jurídicas”. Que saco é conversar com a maioria delas, que de algum modo não fala de verdade, no sentido individual e intransferível do termo. São vozes que apenas ecoam as vozes maiores, sejam de “empresas”, “ONGs”, “institutos culturais” ou de “caridade”.

Há uns dois quarteirões dali, num banco de praça, Fabio Brum toca “Pelo amor de Deus” em seu violão. Marcelo Watanabe grava em seu celular pra posteriormente criar um “slide” em cima da melodia mais bonita que já ouvi. Vamos andando até o boteco para nos juntarmos todos, dividirmos quem vai em qual carro, voltar para São Paulo. Ao entrar no boteco, Brum, de cara, propõe rachar um daqueles frangos. Já era, explicamos.

Lá fora, el gran mestre Ayala conta, rindo, que deviam ter uns trinta cachorros na casa em que ele, Watanabe e Brum dormiram. Watanabe diz que esse formato de espetáculo que fizemos, misto de poesia, música (e, digamos, stand´up poetry) era muito legal, diferente, e que devíamos tentar vender para Sesc´s e afins. Brum diz que podíamos botar um nome no grupo. Chacal, na hora: Pessoas Físicas Blues Band. Todos gostaram. Dias depois, em votação por emails coletivos, tiramos o Blues Band, ficando só PESSOAS FÍSICAS. Que faz sua estreia em SP, dia 22 de setembro, às 20h30, no Sesc Vila Mariana.

Antes de sair, cogitamos seriamente roubar um frango. Nos perdemos na saída de São Francisco Xavier. Na verdade, não conseguíamos sair da cidade. Demos ao menos duas voltas enormes e sabe-se lá como caíamos sempre de volta na frente da praça e do boteco dos frangos. Por um segundo, imaginei Ferreira Gullar, nalgum ponto bem perto dali, esperando a hora de sua conferência, vendo o noticiário enquanto tirava um cochilo.

————————————————-

Na foto: eu, Fernanda, Watanabe, Brum, Chacal e Ademir. Provavelmente nosso sábio-paraguaio e mestre yoda dos roads Ayala foi o autor da foto.

Aqui, o serviço do SESC para o dia 22/09. Nos vemos lá.

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

3 respostas para PESSOAS FÍSICAS no SESC VILA MARIANA: PRIMEIRA CHAMADA

  1. Sergio Mello disse:

    Marcelão: Gullar tem andado comigo. Abração.

  2. Pingback: Pessoas Físicas « Qualquer merda que der na Telha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s