MONTANHA DOS SETE ABRUTRES

“Eu ofereci ao público americano uma dose de vinagre quando ele achava que receberia um bom drinque”. Este é Billy Wilder, explicando a Charlotte Chandler – autora de “Ninguém é Perfeito”, biografia do mestre – porque ele acha que “Montanha dos Sete Abutres”, obra-prima com Kirk Douglas, foi um fracasso de público e crítica nos EUA, em 1951, ano de lançamento do filme. Tava vendo agora sobre o resgate dos mineiros no Chile, que começa quarta-feira agora e deve durar 48 horas pelo menos. Em torno de três mil pessoas, entre jornalistas, cinegrafistas, pastores e pipoqueiros já estão devidamente credenciados. Já ia quase escrever: impossível não lembrar do filme. Mas na verdade eu me lembro dele quase diariamente.

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s