Arquivo do mês: abril 2011

REINALDO MORAES

“Há uma certa dignidade na punheta, você não acha?”—– “Não tem dúvida. Eu, por exemplo, bati uma das mais lindas punhetas da minha vida em Portugal, contemplando o Tejo da janela da pensão de Dona Branca. Tinha visto uma baby … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 7 Comentários

QUARTA-FEIRA

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

PHILIP ROTH

Perguntado, certa vez, sobre o que achava de seus livros terem sido publicados na Library of America, honraria geralmente reservada a gigantes já mortos, como Faulkner ou Melville, Philip Roth respondeu: “Melhor do que ser atropelado por um caminhão, não?”. … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

KEROUAC

Graças ao budismo Jack pôde racionalizar o vazio que havia descoberto dentro de si, mas jamais conseguiu aceitá-lo. “Que nada signifique nada é a coisa mais triste que eu conheço”, confessou certa vez a Neal Cassady… Joyce Johnson, na introdução … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário