Arquivo do mês: março 2013

CRÔNICAS DE PLAYGROUND

Sempre brinco falando sério – citando Yeats – que todas as revisões que faço são para “deixar meus poemas menos poéticos”. Uma vez, durante um debate que participei com uma poeta, ela disse – um tantinho indignada com minha brincadeira … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

ISSO é AMOR

  Teve um tempo em que discutíamos isso: primeira ou terceira pessoa? Mas depois você percebe se tratar de uma bobagem: livros em terceira pessoa podem ser tão ou mais – muito mais, em alguns casos – pessoais, apaixonantes e … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | 1 Comentário

JORGE LUIS BORGES

“Eu tenho um conto sobre um homem que decide desenhar o mundo. Então, senta frente a uma parede branca – nada impede que pensemos que essa parede é infinita –, e o homem começa a desenhar todo tipo de coisas: … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

PAUL AUSTER

  Coisas invisíveis, enraizadas no frio, e crescendo para esta luz que some em cada coisa que ilumina. Nada termina. A hora retorna ao começo da hora em que respiramos: como se nada houvesse. Como se eu pudesse ver nada … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário