FEIRA do LIVRO de SÃO LUÍS

fonte do bispo (…) Me extravio/ na Rua da Estrela, escorrego/ no Beco do Precipício./ Me lavo no Ribeirão./ Mijo na Fonte do Bispo./ Na Rua do Sol me cego,/ na Rua da Paz me revolto/ na do Comércio me nego/ mas na das Hortas floresço;/ na dos Prazeres soluço/ na da Palma me conheço/ na do Alecrim me perfumo/ na da Saúde adoeço/ na do Desterro me encontro/ na da Alegria me perco/ Na Rua do Carmo berro/ na Rua Direita erro/ e na da Aurora adormeço.// Acordo na zona.

FERREIRA GULLAR, in POEMA SUJO

[Lembro de uma série da TV Cultura em que escritores falavam sobre suas cidades. Em um dos programas, Ferreira Gullar falava de São Luís. Em um momento ele leu esse trecho do “Poema Sujo” em meio às ruas e lugares aos quais o poema faz referência. Para ficar apenas no Brasil, e apenas nas capitais, São Luís – e mais especificamente essas ruas todas citadas pelo Gullar – é uma das cidades que mais tenho vontade de conhecer. E isto acontecerá agora em setembro, durante a Feira do Livro de São Luís.]

Leia aqui matéria do jornalista Zema Ribeiro no jornal O IMPARCIAL. 

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s